Blog

O que a curva de juros está nos dizendo

Postado Por em dez 5, 2018 em Bolsa de Valores, Dólar, Economia EUA, FED | nenhum comentários

Ontem, pela primeira vez há mais de 10 anos, o spread entre os títulos de 2 e 10 anos nos EUA ficou, momentaneamente, abaixo de 10 bps. Normalmente, quando há uma compressão desse spread, há uma sugestão de que condições econômicas menos favoráveis estão a caminho. Quando há uma inversão nessa curva, ou seja, quando os juros dos títulos de 2 anos superam os dos títulos de 10 anos, temos uma indicação de recessão. Obviamente não estou falando que haverá uma recessão nos EUA amanhã, mas gostaria de frisar que estamos mais perto do final desse ciclo do que...

leia mais

Urânio: a história fica melhor ainda

Postado Por em nov 27, 2018 em urânio | nenhum comentários

Quem acompanha esse blog sabe que eu acredito que a tese de investimento em urânio é a que apresenta a melhor relação risco x retorno na atualidade. Na verdade, o call é surpreendentemente óbvio e um dos melhores que já vi na minha vida como gestor. Os acontecimentos dos últimos dias reforçam ainda mais uma excelente história. Acompanho o mercado spot (preço da commodity para entrega imediata, sem contrato) e ele vem subindo constantemente e ontem alcançou o maior patamar em quase 3 anos, cotado a US$29,25 a libra. Apesar dessa alta de quase 40% desde as mínimas esse...

leia mais

Isso vai ser divertido

Postado Por em nov 27, 2018 em Sem categoria | nenhum comentários

Como todos já sabem, minha recomendação tem sido de cautela já há algum tempo. Agora estamos diante de um cenário ímpar: a taxa de juros de um ano nos EUA está acima da taxa de juros na China pela primeira vez em quase 20 anos! O mundo é realmente cheio de surpresas, mas, com esse diferencial de taxa de juros, poderemos ver mais desvalorização da moeda chinesa em relação ao dólar americano. Isso, aliado à queda brusca do petróleo nos últimos meses, deve diminuir a inflação na principal economia do mundo. Como eu disse há algum tempo, adeus inflação...

leia mais

O momento chegou?

Postado Por em nov 20, 2018 em Bolsa de Valores, Economia EUA | 1 comentário

Num dos primeiros posts desse ano eu já alertava para um possível crash nos mercados, dizendo que os preços dos ativos estavam muito acima da média histórica e que os juros nos EUA estavam subindo. Minha recomendação aos investidores à época foi cautela, bonds de empresas de primeira linha com vencimentos curtos e algumas ações com posição alta em caixa e baixo valor de mercado. Será que agora chegamos ao momento do crash? Na minha opinião, é impossível saber, a não ser olhando para trás. Vamos descobrir daqui a algum tempo, mas já podemos notar algumas rachaduras na superfície....

leia mais

Um mercado desbalanceado – ou, uma excelente oportunidade

Postado Por em nov 16, 2018 em urânio | nenhum comentários

Já falei bastante sobre o mercado de urânio e a grande oportunidade que está diante de nós. Na minha opinião, é uma excelente chance de aproveitar a irracionalidade de um mercado em que o preço de venda do metal é menor do que o preço de custo de extração, combinado com um cenário de aumento da demanda e de diminuição da oferta. O aumento da demanda é algo natural. Enquanto o mundo crescer, haverá demanda por eletricidade. Além disso, em países emergentes, como China, Índia e alguns países africanos, à medida que as pessoas vão melhorando de vida, passam...

leia mais

Cameco call

Postado Por em nov 8, 2018 em urânio | nenhum comentários

Semana passada houve a conferência mais importante do trimestre para pessoas que, assim como eu, acompanham o mercado de urânio bem de perto. Estou falando da apresentação dos resultados da canadense Cameco, maior mineradora de urânio listada em bolsa – pelo menos por enquanto, já que a cazaque Kazatomprom deve ser listada em breve na Bolsa de Valores de Londres e Astana. Não vou entrar no mérito da empresa em si, mas os insights que os executivos compartilharam durante o call são inestimáveis e valem a pena ser revistos. A empresa pôs a maior mina de urânio do mundo,...

leia mais

Fibra Uno

Postado Por em nov 4, 2018 em Destaque | nenhum comentários

Fibra Uno, short for Fideicomiso de Inversión en Bienes Raíces, is an old acquaintance of ours. We have invested in its shares early last year, together with a few peso-denominated Mexican bonds, after the Trump election. As everyone knows, Trump´s elections sent Mexican shares and currency down to the dumps. We took advantage of this movement and acquired some shares of the Mexican REIT for a bargain and we were able to realize an overall 22% gain in a very short period of time. So, fast forward 18 months and here we are, with FUNO´s shares down big time,...

leia mais

Conversa com Druckenmiller – Parte 3 de 3

Postado Por em nov 3, 2018 em Economia, QE | nenhum comentários

Nesse terceiro e último artigo, vou escrever sobre como Druckenmiller está vendo os mercados em geral – e, em especial, o Brasil -, o que ele acha da política atualmente e sua influência nos mercados e a dificuldade em se usar ferramentas, outrora excelentes, para se prever os acontecimentos nos mercados. Druckenmiller está bem negativo com relação aos mercados e está com uma posição short em ações correspondente a 25% do seu patrimônio. Lembrando, mais uma vez, que ele pode mudar de opinião rapidamente, encerrar todos os shorts e ainda ficar comprado no mercado. Assim, sua posição atual não...

leia mais

Parte 2 de 3: Conversa com Stanley Druckenmiller

Postado Por em out 30, 2018 em Bolsa de Valores, Economia, Economia EUA, FED, Ouro, PIB, QE | nenhum comentários

Nesse artigo, vou falar um pouco sobre as visões de Druckenmiller sobre o Japão, o mercado de bonds, como aproveitar a oportunidade (se você é um profissional, claro) sobre um possível crash e sobre a “nova economia”. Druckenmiller falou sobre um investimento que fez há muitos anos no Japão, quando comprou títulos da dívida japonesa quando esses pagavam 7% a.a., vendendo-os a seguir com um bom lucro. Algum tempo depois, ele viu que esses títulos estavam sendo negociados a 2,5% a.a. e resolveu vendê-los a descoberto – esse foi, segundo ele, o seu primeiro erro que custou US$1 bilhão...

leia mais

Have we reached the limit yet?

Postado Por em out 26, 2018 em Sem categoria | 1 comentário

Last month we saw the FED raising rates for the 8th time in the last 3 years, now to 2-2.25% per annum. Also, this month, the FED, as widely announced, increased its Quantitative Tightening (QT) program do US$50 billion per month, in order to reduce its inflated balance sheet. With higher rates and more QT, the US Government will have difficulties rolling over its debt, now above US$21 trillion – with the majority of the debt coming due in the next 5 years. Add to this, the fact that over the next 5 years, corporates need to refinance about...

leia mais