Momento de Perfeição

Por: Eduardo Puccioni / Agência CMA

São Paulo – O “momento de perfeição”, com mercados acionários batendo seguidos recordes de pontuação, acendeu um sinal de alerta para uma possível bolha que possa vir a estourar e prejudicar a economia mundial novamente, avalia Marcelo López, sócio da L2 Capital. “Não sei qual alfinete vai estourar essa bolha. Que existe uma bolha, existe, mas não sabemos onde”, disse.

Marcelo López, sócio da L2 Capital

O especialista é defensor de alternativas de investimento, por brasileiros, em ativos no mercado externo. “Incentivamos a abertura de conta bancária por brasileiros no exterior para aplicações. Nos mercado que operamos há uma segurança jurídica muito grande, e isso é muito importante na hora de investir”, afirmou o executivo em entrevista à Agência CMA.

O sinal de alerta fez com que a L2 Capital tomasse algumas medidas mais prudentes sobre seus investimentos, reduzindo sua exposição no longo prazo de bonds de companhias brasileiras emitidos no exterior. “Vendemos a maior parte dos bonds que tínhamos. Nosso vencimento mais longo é para 2022, do Itaú, pois é um banco que traz uma segurança de capital”, explicou López.

“Não paramos de investir, ou seja, não colocamos o pé no freio, apenas desaceleramos alguns investimentos”, disse ele, afirmando que a China está com sinal laranja. “A China é hoje o maior risco para o mercado financeiro, seguido pela Coreia do Norte, mas por motivos diferentes”, afirmou.

Como alternativa para esse possível estoura da outra bolha, López diz que está estudando e analisando oportunidades em fundos imobiliários. “Os fundos imobiliários nós estamos começando a analisar”, revelou o especialista.

Sobre as eleições presidenciais no Brasil no ano que vem, o sócio da L2 Capital afirma que este é um fator que ajuda muito, pois os investidores fogem da volatilidade causada no mercado interno para aplicarem em outros países. “Brasil não vai virar uma Venezuela, mas é sempre bom ter investimentos fora do Brasil. Defendemos muito isso aqui na L2 Capital”, explicou López.

Uma das alternativas, no mercado externo, destacado por López é a compra de ações de companhias lucrativas na Austrália. “Lá nós conseguimos encontrar empresas em que seu valor é inferior aos recursos que a companhia tem em caixa. Ou seja, estamos aplicando e falando de empresas que são bem lucrativas”, disse ele.

Momento de perfeição pode ser alerta para nova bolha, diz sócio da L2 Capital

Um Comentário

  1. LAURO ARAUJO SILVA NETO says:

    Muito bom! acho que os fundos imobiliários ainda estão oferecendo um ótimo up side, mas isso não dura muito mais.
    Parabéns pela manteria

    abs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *