Podcast #24: Mark Gordon – Petróleo

No episódio de hoje, Marcelo López conversou com Mark Gordon, CIO do Ascent Oil Fund, que antes de ocupar a atual posição teve passagens por empresas como Goldman Sachs, Soros Fund Management e Janus Henderson, nas quais atuou sempre com foco em investimentos ligados ao setor de energia.

Mark explica que o Ascent Oil Fund foi constituído sob a visão de que haverá uma migração no sentimento de abundância para escassez no mercado de petróleo, que fará com que as ações das empresas do setor subam de forma substancial.

No contexto das tensões recentes envolvendo os EUA e o Irã, Gordon explica como os conflitos no Oriente Médio podem ou não impactar o preço do petróleo, a depender dos fatores envolvidos.

Sob uma perspectiva histórica, Mark discorre sobre o papel que a percepção e o sentimento em relação à escassez ou abundância de petróleo tem sobre os preços e o desempenho do mercado, bem como enumera as razões pelas quais ele acredita estarmos num período de transição desse sentimento.

Gordon ainda contrasta os fatores estoque e sentimento sob o ponto de vista da influência que ambos exercem no preço da commodity e de ativos ligados a ela.

Mark fala sobre as empresas que atuam na exploração de petróleo de xisto (shale), ressaltando os aspectos operacionais e financeiros em comparação com o petróleo convencional, destacando as vantagens, pontos criticados por analistas e sua expectativa para o setor.

Sobre o desempenho recente das ações ligadas ao setor de petróleo e gás, Gordon traz considerações sobre as possíveis razões do fraco desempenho dos papéis, mesmo em meio a uma cotação mais alta do barril.

Mark traz uma perspectiva totalmente inesperada sobre o impacto que os veículos elétricos têm sobre o setor de petróleo e as consequências que ele enxerga no desenvolvimento da indústria.

Finalmente, Gordon fala sobre como ele está investindo para capturar o que ele acredita ser uma virada no setor de petróleo e gás, destacando os tipos de empresas pelas quais ele tem predileção no atual cenário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *